Nova data para votação

A votação de parte do ajuste fiscal a PEC que extingue fundos públicos que estava marcada para quarta-feira (19) só deverá ser votada na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado após o Carnaval, no dia 4 de março no Senado. A votação foi adiada diante de uma confusão criada pela própria base aliada do governo.

O relator da PEC, senador Otto Alencar (PSD-BA), apresentou uma nova versão do texto. O ministro Paulo Guedes (Economia) reagiu contra a sugestão do aliado do Palácio do Planalto e Alencar concordou em desfazer essa alteração na PEC. A nova versão do relatório foi lida na sessão da CCJ desta quarta-feira. Governistas tentaram convencer a oposição de que, apesar da retirada do dispositivo, a PEC já poderia ser votada na mesma sessão.

O líder do PT no Senado, Rogério Carvalho (SE), não aceitou o acordo e pediu mais tempo para que a comissão analise o novo relatório. Portanto, Tebet teve que adiar a votação da proposta. Por causa do Carnaval na próxima semana, a CCJ só deve voltar a se reunir para analisar o tema no dia 4 de março.

A proposta de mudança na Constituição precisa passar por duas votações no plenário do Senado. Depois, seguirá para a Câmara, onde a tramitação tende a ser ainda mais lenta..

Compartilhe!!

Jandir Lautert

Editor Chefe Especialista em reconhecimento pessoal e empresarial, no Sul do país e Mercosul, em eventos sociais e empresariais e premiações importantes SÌMBOLO produções

error: Content is protected !!